Blog

Itankale / Blog  / Qual é a minha dor?

Qual é a minha dor?

        Você está bem e de repente não está mais. Uma dor e um sofrimento muito intenso é acometido dentro de você. De onde vem isso? Isso é normal? Será que sou capaz de ser feliz por todo o tempo e eternidade?
        Muitas pessoas se indagam constantemente com essas perguntas. É normal que uma tristeza repentina reine dentro de mim? Sim. É perfeitamente normal, mas a grande diferença é a forma que você irá lidar com essa tristeza. Nós, seres humanos, buscamos sempre o prazer e fugir da dor, mas não nos damos conta de que a dor é muito mais presente em nosso cotidiano do que a felicidade ou o prazer. O ser humano se cobra por ser feliz o tempo todo, mas na verdade a felicidade sempre foi e sempre será momentânea em nossa vida. Triste? Talvez.
        Quando estamos felizes, nós atingimos as chamadas experiência culminantes, que são momentos em nossa vida em que nos sentimos em êxtase, íntegros, felizes e conscientes de nós mesmos e do mundo. Em momentos como esse, nós costumamos agir, pensar e sentir de forma mais clara e acurada, pois estamos 100% em nosso momento presente. Nós amamos e aceitamos mais ao outro e estamos mais livres de nossos próprios anseios, cobranças e conflitos interiores e capazes de usar toda essa energia que sentimos de modo mais construtivo. Seja uma experiência dessa em nossa vida profissional como uma meta alta sendo atingida ou na vida pessoal com o nascimento do seu primeiro filho, vivenciamos essa experiências culminantes o tempo todo, mas elas não duram mais do que minutos ou horas. E por isso que a sensação de vazio nos atinge como um baque.
        Entenda essa experiência culminante como um ápice, onde você atinge a plenitude do seu ser e de repente essa sensação de ser pleno é desfeita e desarranjada. O segredo não é buscar esse experiências o tempo todo, mas é sermos essas experiências a todo tempo. Entenda como ser: estar 100% no momento presente. É não experienciar a ansiedade do futuro e a depressão do passado. É se auto realizar, buscando no momento presente um modo de viver onde você possa promover o seu desenvolvimento e as suas mudanças. Isso é o que o ser humano deve buscar como prazer. O ser o melhor do seu ser.
        Nos tempos de hoje, nós temos muita dificuldade de experienciar o momento presente, pois estamos em muito preocupados com o que nos acontecerá no futuro, no entanto, essa noção de futuro é irreal e ilusória, pois se não conseguirmos nos ater no presente, de nada adianta pensarmos no futuro, pois não produzimos nada. É importante intensificar essa busca pela “presentificação”, pois é assim que podemos ser felizes e completos dentro de nós!
No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.